Publicado no blogdopaulinho

Em mais um reportagem do ótimo jornalista britânico Andrew Jennings, descobriu-se que o presidente da FIFA, Joseph Blatter, agraciou seu sobrinho com um negócio milionário.
A comercialização dos principais ingressos – as mais caros – para a copa do Mundo de 2014, no Brasil.
Seus compradores, também privilegiados, ao contrário de toda a população mundial, não precisarão participar de nenhum sorteio.
É pagar e levar.
Somente para o jogo de abertura, Philippe Blater, o aprendiz, possui 12 mil entradas, algumas delas custando a bagatela de R$ 2,3 milhões.
Todas nos setores “VIP” do “VIP”, com direito hotéis de luxo e outros agrados.
Se o Brasil avançar para as oitavas, mais 20 mil ingressos estão nas mãos da família Blatter.
Para as quartas de final, mais 20 mil, semi-finais, 24 mil (para os dois jogos) e na finalíssima, no Maracanã, “apenas” 12 mil.
Questionada sobre o assunto, a FIFA limitou-se a dizer que a empresa do sobrinho de Blatter era a mais qualificada para a empreitada.
Pois é.
Difícil será, no final de tudo, saber quem cometeu as maiores barbaridades.
FIFA, CBF ou os Governos do nosso Brasil varonil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s